Xuxa Meneghel acionou seus advogados e processou Sikêra Jr. para pedir a cassação do título de jornalista do apresentador do Alerta Nacional. Xuxa foi chamada de pedófila e acusada de fazer apologia às drogas. As informações são da UOL.

Sikeira disse que Xuxa  incentiva as crianças a “safadeza, putaria e suruba” por ter lançado o livro “Maya, o Bebê Arco-Íris”, que conta a história de uma garotinha que tem duas mães.

“Lamentavelmente, eu era muito fã. Eu era pequenininho, meu sonho era ir à plateia para ver a que se diz rainha. Hoje, não dá mais audiência, está sendo empurrada para todo horário. A que vai lançar agora um livro LGBT para criança, viu? Para criança! Um livro LGBT para criança! Cuidado com o teu filho! Cuidado com a tua filha! A mesma que fez um filme com uma criança. Sim! Ela nua com uma criança de 12 anos. Ex-rainha, eu quero dizer para você que pedofilia é crime e não prescreve não, tá?”, disse Sikêra.

A artista exige ainda a demissão de Siqueira da Rede TV!, e uma indenização de R$ 500 mil reais. 

Segundo o site, a ação foi protocolada na Vara Cível do Foro Regional de Santo Amaro, em São Paulo, em 27 de outubro, e a apresentadora da RecordTV solicitou tutela de urgência ao caso, pois defende que  Siqueira oferece riscos à sociedade.