Thank You, Israel. Brazil Will Never Forget

//Thank You, Israel. Brazil Will Never Forget

Thank You, Israel. Brazil Will Never Forget

2019-01-31T23:29:23+00:0031/01/2019 23:29|Categorias: Mundo|Etiquetas: , |Nenhum Comentário

 

The Brumadinho tragedy proved that the partnership between Brazil and Israel is indeed healthy and not based only in the economic aspect.

Brazil has recently gone through a rough tragedy: a dam collapsed in the city of Brumadinho, Minas Gerais, killing over 100 people and leaving 238 missing. Some people say that it was an accident waiting to happen, since a dam belonging to another mining company, called Samarcobroke about 3 years ago in the city of Mariana, also in the state of Minas Gerais.

In Mariana, the environmental damage was much bigger and much less people, 19, were killed in the disaster. Unfortunately, the people of Brumadinho didn’t have the same luck. The collapse happened during the employers’ lunch break, and the company’s restaurant for them was just below the dam. Also, the alarms didn’t went off because the mud rapidly hit them, making it impossible for the people down in the city to look for a safe place.

The number of deaths started to rise fast. Even though the fire department acted quickly, there were too many people missing and not enough men to look for all of them, and that’s when the healthy partnership between Brazil and Israel started to prove it’s value.

On Saturday, the day after the disaster, the Prime Minister of Israel, Benjamin Netanyahu, offered aid and announced that he was sending a rescue team within 24 hours to help with the search. According to the Times of Israel, Israel usually does offer help to friendly and hostile countries, but that was “the first-ever aid delegation [sent] to Brazil”.

Netanyahu and Jair Bolsonaro talked on phone, and the president of Brazil said that the israeli PM offered almost 140 troops and 16 tons of equipment to help on the search for the missing people.

A tragédia de Brumadinho provou que a parceria entre o Brasil e Israel é de fato saudável e não baseada apenas no aspecto econômico.

O Brasil passou recentemente por uma tragédia brutal: uma represa desmoronou na cidade de Brumadinho, Minas Gerais, matando mais de 100 pessoas e deixando 238 desaparecidos. Algumas pessoas dizem que foi um acidente esperando para acontecer, já que uma barragem pertencente a outra mineradora, a Samarco, quebrou há cerca de 3 anos na cidade de Mariana, também no estado de Minas Gerais.

Em Mariana, o dano ambiental foi muito maior e muito menos pessoas, 19, foram mortas no desastre. Infelizmente, o pessoal de Brumadinho não teve a mesma sorte. O colapso aconteceu durante a pausa para almoço dos empregadores, e o restaurante da empresa estava logo abaixo da represa. Além disso, os alarmes não dispararam porque a lama atingiu-os rapidamente, tornando impossível que as pessoas na cidade procurassem um lugar seguro.

O número de mortes começou a subir rapidamente. Mesmo que o corpo de bombeiros tenha agido rapidamente, havia muitas pessoas desaparecidas e não havia homens suficientes para procurar por todos eles, e foi aí que a parceria saudável entre o Brasil e Israel começou a provar seu valor.

No sábado, um dia depois do desastre, o primeiro ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, ofereceu ajuda e anunciou que enviaria uma equipe de resgate dentro de 24 horas para ajudar na busca. De acordo com o Times de Israel, Israel geralmente oferece ajuda a países amigos e hostis, mas essa foi “a primeira delegação de ajuda [enviada] para o Brasil”.

Netanyahu e Jair Bolsonaro conversaram por telefone, e o presidente do Brasil disse que o primeiro-ministro israelense oferecia quase 140 soldados e 16 toneladas de equipamentos para ajudar na busca dos desaparecidos.

 

Unfortunately, the israeli troops weren’t able to find any survivors under the mud from the dam, but Bolsonaro didn’t take their help and effort for granted and thanked the team and Netanyahu for sending them.

 

Infelizmente, as tropas israelenses não conseguiram encontrar nenhum sobrevivente sob a lama da represa, mas Bolsonaro não aceitou a ajuda e o esforço deles e agradeceu a equipe e Netanyahu por enviá-los.

 

Faça um comentário

WhatsApp chat
%d blogueiros gostam disto: