Presidente do STF, ministro Dias Toffoli, suspende a sessão. Ela será retomada nesta quinta (29) com o voto do ministro Edson Fachin.

Barroso, ministro relator, votou pela derrubada de parte do decreto de indulto editado por Temer; já Alexandre de Moraes votou por sua validade.