“Nada de recurso foi destinado [a blogs] neste ano e até a hora em que saímos não havia nada previsto”, disse o general Santos Cruz.

 

O general Carlos Alberto dos Santos Cruz concedeu uma entrevista à revista Época no dia 18 de junho, cinco dias depois de ter sido transformado em ex-ministro pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

 

Em uma tentativa fracassada de fabricar uma narrativa para justificar a demissão de Santos Cruz, veículos da velha imprensa afirmaram que o general não queria financiar sites alinhados ao governo Bolsonaro.

 

O general negou os rumores de que um embate com o secretário de Comunicação da Presidência, Fabio Wajngarten, teria contribuído para sua exoneração, desmentindo a fake news que indicava uma suposta ideia do governo para gastar verbas públicas com blogs simpáticos.

 

“Fabio nunca falou comigo sobre isso”, disse. “Se existe a ideia, comigo não comentou. Nada de recurso foi destinado [a blogs] neste ano e até a hora em que saímos não havia nada previsto.”

 

O ex-ministro também negou versão segundo a qual teria barrado a destinação de centenas de milhares de reais a um programa televisivo do filósofo Olavo de Carvalho na EBC, o que teria sido a gota d’água para o presidente:

 

“É mentira, é pura invenção”, disse Santos Cruz. Estava até pensando em fazer uma notinha dizendo: ‘Olha, isso aí é mentira’.

Independentemente de ser Olavo de Carvalho ou não. Mas aproveite e publique que é mentira. Nunca teve esse tipo de conversa.”