PT consultou militares sobre soltura de Lula

Os petistas procuraram o general Eduardo Villas Bôas e o general Sérgio Etchegoyen para saber como os militares reagiriam à soltura de Lula.

Segundo o Estadão, a consulta foi feita duas semanas atrás por Jorge Viana e Celso Amorim.

“Os interlocutores de Lula ouviram a avaliação de que seria uma tentativa de criar instabilidade antes da posse do presidente eleito, Jair Bolsonaro.

À época, não estava cogitada a decisão monocrática do ministro Marco Aurélio, tomada às vésperas do recesso do Judiciário e derrubada ontem pelo presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli.”