Por apoio a Bolsonaro, Gabriel Diniz tem morte comemorada - Ronaldo Cunha