No Rio de Janeiro motoristas de aplicativo pagam taxa para circular em área dominada pela Milícia - Ronaldo Cunha