Na prática não haverá redução de imposto do diesel

/, Mobilidade/Na prática não haverá redução de imposto do diesel

Na prática não haverá redução de imposto do diesel

2018-11-26T10:34:37+00:0028/05/2018 11:10|Categorias: Brasil, Mobilidade|Etiquetas: , , , , |Nenhum Comentário

O presidente Michel Temer em acordo com os caminhoneiros anunciou a redução do valor do combustível diesel em R$ 0,46.

Isso só pode ser possível devido a alíquota zero dos impostos PIS/Confins e Cide de competência federal, que representam 13% do valor que chega até a bomba do posto de combustível.

Só que em contrapartida não houve corte de regalias do serviço público, super salários, gastos governamentais, absolutamente nada! que fosse possível recolher menos impostos.

O déficit primário já chega a 150 bilhões, isso significa que o governo gasta muito mais do que arrecada, resultado de um país hiper inchado corrupto e que além de tudo gasta mal.

Isso é péssimo para economia, pois o risco-país só cresce, a chance de calote aumenta, afugentando novos investidores para o país e possíveis novas vagas de trabalho.

Para que déficit primário não aumente ainda mais, o governo cobrará os impostos PIS/Confins e Cide que foram subsidiados do diesel, em outras áreas da economia, provavelmente aumentando a alíquota de algum outro imposto para compensar a perda.

Por isso na prática o consumidor vai acabar pagando de outra forma, só que não perceberá tão claro quanto o valor final da bomba do posto de combustível.

Nós precisamos lutar pela redução do tamanho do estado brasileiro que é hiper inchado, regalias do serviço público, super salários de juízes, políticos, etc. de modo que os impostos possam ser reduzidos de forma compensada e com isso voltar a crescer nossa economia.

Quanto menos imposto na mão do governo, menos corrupção. Quanto mais dinheiro na mão do povo, melhor para fazer a economia girar novamente.

 

 

Faça um comentário

WhatsApp chat