Após a confirmação de que o terrorista comunista Cesare Battisti foi preso na Bolívia e está prestes a ser trazido para o Brasil a fim de ser encaminhado para a Itália, onde cumprirá prisão perpétua pelo assassinato de  quatro pessoas, alguns poucos manifestantes ligado à esquerda foram protestar contra a extradição.

Segundo informação do Estadão, 30 manifestantes ligados ao Movimento Sem Terra estiveram protestando na Avenida Paulista.

Numa das cenas é possível ver os manifestantes ligados ao MST, segurando uma bandeira do PSOL e uma faixa onde pedem “liberdade a Cesare Battisti”.