A Comissão de Anistia do governo federal está analisando o processo requerido por Dilma Rousseff para ser indenizada por supostamente ter sido perseguida durante o regime militar.

A decisão, no entanto, caberá a ministra Damares Alves, comandante do Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos.

Até o momento, Damares já negou mais de 500 pedidos.

Com informação da Folha de S. Paulo.