Filha de brasileira, Amit Levi, 21 anos, tenente das forças israelenses, vem ao Brasil todos os anos para visitar a família.

No entanto, desta vez, Amit Levi classifica esta passagem pelo país como “especial”.

A tenente das Forças de Defesa de Israel (IDF) pousou no último domingo (27) com outros 135 militares para ajudar no resgate das vítimas do rompimento da barragem da mineradora Vale, em Brumadinho, no estado de Minas Gerais.

Em conversa com o “UOL“, Amit disse, em português, que “foi muito emocionante descobrir que eu viria para o Brasil trabalhar em uma grande tragédia”. Ela aprendeu o idioma com a mãe, brasileira, e os avós.

Brumadinho é o primeiro trabalho da militar em um grande desastre.

Amit faz parte das equipes de busca e resgate e, nos últimos dois dias, trabalhou em meio ao dejetos que vazaram da barragem da mina do Córrego do Feijão.

A militar de Israel declarou:

“Estar aqui nesse momento tão difícil deixa essa minha relação com o país ainda mais especial, me emociona.”

E acrescentou:

“Ver tudo isso foi muito difícil, a lama destruiu tudo por onde passou. É bem difícil saber se alguém ainda tem chance de ter sobrevivido. Mas a gente tem que fazer tudo o que for possível para ajudar. Tem muitas famílias que estão esperando seus entes queridos.”