Maria Eduarda Lima, de 18 anos, denunciou um motorista de aplicativo por ter sido perseguida, ameaçada e abusada por ele em Jundiaí, interior de São Paulo. Desconfiados da versão da jovem, os familiares de Rodrigo de Souza começaram a investigar e descobriram imagens que mostram o causado em outro lugar na hora do suposto crime. Pressionada pela polícia, Maria Eduarda acabou confessando que tudo não passou de uma invenção