De acordo com o parecer da procuradoria eleitoral, que defende o cancelamento do registro do Partidos dos Trabalhadores (PT), afirmou que a sigla se transformou em uma organização criminosa.

A investigação é para apurar recebimentos de dinheiro oriundos do exterior pelo partido, ato que é considerado ilegal segundo a lei brasileira.

“O Partido dos Trabalhadores se transformou em verdadeira organização criminosa, razão pela qual a sua extinção não se caracterizará como uma extinção de um partido político, mas a extinção de uma organização criminosa” diz a análise

o solicitante do processo pelo cancelamento do registro do partido do ex-presidiário Luis Inácio Lula da Silva, é Heitor Freire, deputado federal pelo Partido Social Liberal (PSL), e foi uma das primeiras decisões feita no decorrer do dever como parlamentar brasileiro, no segundo mês de 2019.

Ademais, Heitor ainda é o autor de uma PL (Projeto de Lei), que tem como objetivo a suspensão do registro civil e do estatuto de partidos que, se forem comprovados práticas criminosas como atuar como uma organização criminosa, ou possuir vínculo com algumas facção, serem punidos no rigor da lei.O Partido dos Trabalhadores, por meio de sua deputada federal e presidente Gleisi Hoffmann, definiu a ação como “ultrajante” e “não possuir provas”.