O ministro Edson Fachin liberou nesta terça-feira para julgamento na Segunda Turma do STF o novo pedido de liberdade apresentado pela defesa de Lula, informa o site Jota.

Os advogados do condenado alegam que Sergio Moro é suspeito para julgar Lula e pedem a nulidade de todos os atos processuais relativos ao caso triplex.