Juan Guaidó articula nomeação de embaixador no Brasil

 

Após fazer um juramento e assumir o cargo de presidente interino da Venezuela, o líder opositor Juan Guaidó colocou como uma de suas prioridades a nomeação de embaixadores nos principais países, inclusive o Brasil.

A posição de maior relevância, que deve ser preenchida em breve, é a de um representante da administração interina em Washington, nos Estados Unidos.

Brasil também é considerado um posto estratégico, uma vez que o presidente Jair Bolsonaro se integrou prontamente à coalizão internacional que pressiona pela queda do ditador Nicolás Maduro.

O grupo político de Guaidó quer ainda designar com rapidez embaixadores na Colômbia e na Guiana, países que fazem fronteira com a Venezuela.

A indicação de diplomatas que representem o governo de transição é uma das partes mais importantes da estratégia coordenada por opositores do chavismo.