O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, preso e condenado a quase 100 anos de cadeia por crimes como corrupção e lavagem de dinheiro, aceitou um acordo de delação premiada junto à justiça.

De acordo com notícia divulgada pelo jornalista Augusto Nunes, do portal de notícia R7, as declarações de Cabral em sua delação possuem bastantes informações que incluem até mesmo a emissora da família Marinho, a Rede Globo.

“As primeiras revelações explicam a irrelevância atribuída pelos telejornais da empresa ao que Cabral já contara ou tem a contar. Essa boa vontade teve um preço”

Ainda de acordo com a matéria publicada por Nunes, o silêncio do veículo de comunicação teria custado cerca de 80 milhões de reais.

“Segundo o ex-governador, o silêncio da Rede Globo custou pelo menos R$ 80 milhões, valor do acerto sem licitação que contemplou a Fundação Roberto Marinho com a gerência de estudos, projetos e desenvolvimento de conteúdo para a implantação de um vistoso equipamento cultural na cidade do Rio.”

E prosseguiu:

“Ainda de acordo com Cabral, uma licitação fraudulenta permitiu à fundação indicar a construtora responsável pela obra. Isso garantiu a proximidade do governante delinquente com a família Marinho, informam os depoimentos à Polícia Federal.”

Com a informação: Renova Mídia e Portal R7