Está chegando o período das eleições municipais. Sabe-se da importância da escolha minuciosa dos nomes que representarão a população por longos quatro anos e o quanto paga-se caro pelas más escolhas. É o momento de votar e contribuir com o país escolhendo, responsavelmente, os representantes para cada município.

É na condição de ex-professora, psicóloga e cidadã que algumas dicas foram pensadas visando auxiliar o eleitor na escolha do candidato.

Observe atentamente:

1) SIGLA DO PARTIDO

Atenção para nomes “bonitinhos” e traiçoeiros.

Ex: Partidos Progressistas são socialistas, sabia?

Não adianta escolher um bom nome se o partido é quem dita as regras que o candidato terá que seguir. Não existe nome independente do partido.

2) APOIADORES

Esse item diz muito sobre o candidato. Sabe aquele ditado “Diz-me com quem andas e te direi quem és?”.

3) HISTÓRIA DE VIDA DO CANDIDATO

Atenção, atenção!!!

Era trabalhador, defendia causas sociais anteriormente ou começou com o palavrório social recentemente?

Apoia a família e a liberdade do indivíduo sem distinção de credo, raça ou cor?

4) DISCURSO X ATITUDE

Desconfie do excesso de mansidão e doçura. É um perigo o poder de sedução!

Seja um observador da coerência do que é dito com o que é vivido.

Não vote no discurso atual, já está maquiado porque é preciso conquistar o voto precioso dos opositores.

Não vote pela aparência, há estudos que indicam que as pessoas costumam votar, inconscientemente, pela beleza física. Corra disto, é fria!

Para o candidato a prefeito que quer se reeleger, busque saber como lidou com a pandemia da COVID-19.

Pensou na Saúde e na Economia ou trancou todo o município ditatorialmente?

Liberou a Hidroxicloriquina ou privou a população da única possibilidade de tratamento que havia, mesmo que sem comprovação científica? Afinal, em momento de desespero, não se recusa a única tábua de uma possível salvação.

Maquiou os óbitos para superfaturar?

Comece já a investigação de seu futuro vereador e prefeito.

Depois dessa cuidadosa leitura de personalidade, defina os nomes.

O seu voto não tem preço, não é bijouteria, é uma joia que poderá ajudar a lapidar o país.

Boa votação e que o Brasil possa continuar a sua luta pela Democracia e se libertar mais um pouco do astuto Socialismo!