Felipe Neto publica um vídeo para combater Bolsonaro.

Agradece os fãs: “tenho certeza que vamos derrotá-lo”.

Um breve resumo do currículo de Felipe Neto:

Consta que, em 2019, tornou-se o segundo Youtuber mais assistido do mundo.

Em dezembro de 2019, entrou no ranking do instituto QualiBest como um dos maiores influenciadores digitais do Brasil.

Com o rápido e vertiginoso sucesso, após ter crises de ansiedade, Felipe Neto descobriu que tem depressão.

O Youtuber brasileiro tem 32 anos e tanto sucesso quanto polêmicas nas costas.

Distribuiu 14 mil livros com temático LGBT na Bienal do Rio de Janeiro. Recentemente, acusado de pedofilia, precisou se explicar e, está em processo de recuperação da sua imagem que ficou abaladíssima com o público que o enriqueceu: as crianças e os jovens.

Com esse perfil, está mais que óbvio que o imoral garoto, passou a ser o xodó da esquerda do Brasil.

Rico, famoso, inteligente, “simpatizador” das causas da esquerda, “odiador” do presidente Bolsonaro e de todo seu “rebanho”, Felipe Neto, que já foi acolhido pela esquerda por ocasião da Bienal, quando recebeu apoio reforçado da ala artística e de políticos.

O ilustre rapaz tornou-se o assunto mais comentado no mundo no dia de hoje.

Produziu e publicou um vídeo nesta quarta-feira (15) no canal de Youtube oficial do jornal americano ‘The New York Times’.

Com fala fluente em Inglês, falou durante seis minutos, cujo único e exclusivo conteúdo foi falar mal do presidente do seu País, elencou falas (distorcidas) de Bolsonaro sobre a pandemia.

Falou da “obsessão” de Trump e Bolsonaro pelo medicamento hidroxicloroquina.

Disse que Trump fez uma fala em junho, dizendo que as coisas estavam feias no Brasil em relação a pandemia (ué! tem como ficar bonita?).

O Youtuber diz ainda que a “amizade” entre Trump e Bolsonaro é “crucial” para a popularidade do brasileiro.

Finaliza seu vídeo com humor negro, relaciona uma situação do Brasil com os EUA, solicitando para a população americana que não vote em Trump:

“Se você está pensando no que pode fazer para ajudar o Brasil a lidar com o nosso lunático, por favor, não reeleja o seu. Neste novembro, vote para manter Trump fora da Casa Branca”.

Dei uma volta no Twitter para saber da repercussão do vídeo, e encontrei um clima de comemoração e euforia. A parte doente da esquerda estava febril. Centenas de comentários elogiosos à estrela Felipe Neto, alguns até o cogitaram para ser o próximo presidente do Brasil. Outros disseram que não terá idade na próxima eleição.

Personalidades do cenário político tais como: Felipe Santa Cruz, e Marcelo Freixo publicaram elogios ao talento do jovem.

Já o jornalista Guga Chacra, em êxtase, define-o como “maior fenômeno da comunicação brasileira em anos. É impressionante o talento dele. Genial”.

Diziam também que a direita estava destilando o ódio e a inveja pelo tal Felipe.

Do ponto de vista da produção técnica do vídeo imagino que esteja à altura de um Youtuber influenciador digital. O Inglês dele é fluente e perfeito. Já o conteúdo da fala… ah, esse sim, foi muito bem encomendado! Tem muitos tentáculos nessa vergonhosa produção.

Um jornal esquerdista, e o jovem Felipe apoiador da ideologia de gênero, das causas LGBT, odeia Bolsonaro desde que nasceu e odeia seus apoiadores…

Lembram da Greta, a ativista ambiental sueca? Acusou Bolsonaro de acabar com os índios, de por fogo na Amazônia. Quem financiava a moça?

Então, o Felipe neto é a Greta Thunberg do Brasil. Só falta acusa-lo de ter causado a pandemia, e diz: “Jair Bolsonaro é o pior presidente do mundo”. Porquê?

Por que não usou máscara com frequência, participou de manifestações, usou do direito e ir e vir na padaria e nos lugares onde bem quis, respondeu a estúpidas perguntas acusativas.

O sonho da esquerda era trancafiar e humilhar o presidente da mesma forma que fez com a população.

Não tendo conseguido seu intento, descontaram a raiva nos seus apoiadores, prendendo, batendo, humilhando, na tentativa de tirá-lo do sério, para enfim, achar o motivo para o impeachment.

Não acredito que os motivos do Felipe e dos esquerdistas sejam louváveis. Os interesses são obviamente políticos.

Querem enganar que um jovem de 32 anos, que fala mal do presidente de seu país, o chama de palhaço, diz que é o pior do mundo, fala de insana obsessão dele por um remédio sem comprovação cientifica, compara ele com Trump e diz que ambos são ‘responsáveis’ pela pandemia.

Faz um vídeo pedindo para os não apoiadores do Trump, para não votarem nele, porque ambos são loucos?

Essa é a tática. Enlouquecer o presidente e a população para que eles tenham a chance de voltar ao poder. Estão usando todas as armas para conseguir o intento.

Ter visibilidade no mundo da internet não é tudo. É preciso ver o perfil de quem está por trás das telas. Felipe Neto pode ser talentoso no ramo dele, mas, definitivamente não tem moral para avaliar o presidente.

Ele é apenas massa de manobra para os verdadeiros interessados.

Até o Sergio Moro atendeu a interesses escusos com o objetivo de chamar o presidente de louco.

Fez um artigo elogiando as Forças Armadas, dizendo que tinha certeza de os militares não compactuariam com uma intervenção militar. Insinua no texto que seria bom que não caíssem na loucura de Bolsonaro.

Agora, um certo figurão do meio político, acusa as Forças Armadas de estar do lado um genocida. Reparem mensagem subliminar.

O objetivo da provocação às Forças Armadas, é tentar convencer os militares de que o Bolsonaro é louco, para que não cometam o desatino de uma intervenção. Ou que deixem de apoiá-lo.

No caso do Felipe Neto, o recado é direto: não votem no Trump. Com eleições em novembro próximo, a estratégia é tentar ganhar os não eleitores de Trump e contribuir para sua não reeleição. Se o amigo de Bolsonaro for derrotado nas urnas, fica mais fácil abatê-lo.

Já que a moda é acusar o presidente de genocida, tenho uma ideia para que a esquerda prove isso. Basta liberar a hidroxicloroquina assassina e distribuir em larga escala.

Em breve, pelos cálculos da sua letalidade, dada pela ciência, dobraremos o número de mortos. E de quebra, morrerão só os apoiadores do presidente, porque a oposição jamais tomará o remédio sem comprovação científica. Pronto! Plano perfeito para abrir um impeachment direto. Querem ver o fim desse governo?

Dá uma força aí Felipe Neto! Fica a dica.