Presidente disse que descumpriu um pouquinho as ordens médicas durante cerimônia militar no Rio.

A cirurgia para a retirada da bolsa de colostomia será em 20 de janeiro de 2019, quase três semanas após tomar posse. Ele declarou que irá ao Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, um dia antes a fim de realizar exames.

“Fiz uma nova avaliação. A decisão da equipe médica foi marcar para o dia 19 de janeiro e comparecer novamente lá em São Paulo. Se estiver em condições, tendo em vista o grave caso de infecção ainda, eu opero dia 20. Caso contrário, será adiado”, declarou.