Jornal da família Marinho critica conduta do republicano à frente dos EUA

A edição de hoje do jornal carioca O Globocircula com texto em que apresenta séries de críticas ao atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Controlado pela família Marinho, o veículo de comunicação afirma que a reeleição do republicano representará uma ameaça ao próprio sistema de governo do país.

“Não é exagero afirmar que seria a maior ameaça já vista àquele sistema descrito por [Benjamin] Franklin”

“Uma vitória de Trump traria não apenas uma surpresa maior do que quando ele desafiou todas as previsões e derrotou Hillary Clinton. Não é exagero afirmar que seria a maior ameaça já vista àquele sistema descrito por [Benjamin]Franklin”, afirma O Globo em editorial, conteúdo que representa o posicionamento de um órgão de imprensa.

Além de classificar de tal forma uma possível vitória de Trump nas urnas, que disputa a eleição pela presidência dos Estados Unidos contra o democrata Joe Biden, O Globo usa termos nada elogiosos para se referir ao candidato republicano e atual ocupante da Casa Branca. Para o jornal, Trump é:

  • Alguém de “comportamento nada republicano”;
  • Político que promove o “isolacionismo”;
  • Uma “figura midiática, estrela de reality show“;
  • Candidato que teria se projetado graças “a uma campanha mentirosa nas redes sociais contra Obama”;
  • Um homem narcisista e de “espírito infantil”.

Elogios a Biden

Em relação a Joe Biden, no entanto, a postura de O Globo é oposta. O candidato do Partido Democrata é definido de modo positivo pelo impresso. No editorial, ele é tido como homem público de “perfil conciliador”. Nesse sentido, a equipe do jornal ainda o classifica como um verdadeiro exemplo de “talento político.”