Carrefour é co-autor no caso da cadelinha morta a pauladas - Ronaldo Cunha