O vereador do Rio de Janeiro Carlos Bolsonaro (PSC) pediu explicações a Uber sobre um episódio em que um motorista da empresa de transporte privado teria se recusado a levar um passageiro por se posicionar a favor de seu pai, o presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Carlos Bolsonaro, uber

Carlos Bolsonaro publicou em sua conta no Twitter a imagem que mostra o motorista daUber informando ao cliente que “não leva bolsominion” e cancelando a corrida. “Diante do exposto solicito a @Uber_Brasil que tome providências pois um motorista com esta postura pode oferecer riscos à empresa e aos usuários da mesma”, escreveu o vereador.

O filho do presidente ainda solicitou um posicionamento da companhia diante do ocorrido. “Acabo de receber esta denúncia e gostaria, se possível de algum retorno caso seja interesse da credibilidade da uber”, finalizou.