Carlos Bolsonaro assina projeto para conceder medalha a Mourã

O vereador Carlos Bolsonaro retomou nesta sexta-feira (15) seus trabalhos na Câmara Municipal do Rio de Janeiro. A Casa só voltou hoje do recesso parlamentar.

Pivô de uma confusão no governo, aberta por um imbróglio com o secretário-geral da Presidência, Gustavo Bebianno, o filho do presidente Jair Bolsonaro deixou o pai em Brasília e voltou ao trabalho no Rio.

Em seu perfil oficial no Twitter, Carlos disse que assinou um projeto do vereador Jimmy Pereira (PRTB) para conceder ao vice-presidente da República, Hamilton Mourão, a Medalha de Mérito Pedro Ernesto, maior honraria da cidade do Rio de Janeiro.

Na publicação, o filho de Bolsonaro se dirige ao vice como “grande General Mourão”.

 

Vários jornais da grande mídia brasileira estão afirmando que o presidente Jair Bolsonaro concordou com “auxiliares próximos da necessidade de afastar o seu filho Carlos Bolsonaro” das questões do governo.

Segundo o portal Terra, ao longo da manhã, Bolsonaro teve uma série de conversas com ministros e assessores no Palácio da Alvorada e telefonemas para costurar o fim da crise que envolve Carlos e o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno.

Os jornais afirmam que o chefe do Executivo decidiu manter o ministro no cargo, mas não há nada confirmado oficialmente pelo Palácio do Planalto.