A capa da Revista Época deste semana mostra um presidente Michel Temer descolado da realidade.

Como se não tivesse a mais alta rejeição popular de um presidente na história, mais até que a própria Dilma Rousseff, Temer acredita que pode dar conselhos ao futuro presidente Jair Bolsonaro.

Depois de ter aprovado o aumento de salário dos ministros do STF, não há dúvida que Temer escreveu seu nome no lado negro da história do Brasil. Será sempre lembrado como o vice-decorativo que não teve pulso para fazer as reformas necessárias e que cedeu a tudo e a todos com medo de ser preso.

Ele não para por aí, diz que não sentirá falta de nada, nós também…