Centenas de rachaduras e buracos puderam ser vistos ao longo da via

Prestes a completar 1 ano da colocação de um micro revestimento no asfalto do Aterro do Flamengo motoristas ainda reclamam da qualidade das pistas.

A reportagem da BandNews FM esteve no local e contabilizou dezenas de rachaduras e buracos, o trecho mais crítico fica no sentido Zona Sul, a partir do bairro da Gloria.

O ouvinte Fernando Duarte passa pela região diariamente a caminho do trabalho e já observou que entre o Aeroporto Santos Dumont e a enseada de Botafogo são muitos buracos.

Em dezembro do ano passado, o número de acidentes no Aterro dobrou após a aplicação da manta asfáltica por toda extensão dos sete quilômetros e meio da pista, em ambos os sentidos. Nesta quinta-feira (24), assim como no dia anterior, um carro capotou no trajeto.

E não são apenas os motoristas que reclamam do Aterro. Rafael Pazos, que é ciclista, lembra que a região é reservada para treinamentos e chega a reunir mais de 300 pessoas de bicicleta, o que é um perigo com tantas ranhuras do asfalto.

Em outubro de 2019 a Prefeitura do Rio prometeu recuperar os asfaltos e calçadas da cidade com um investimento de R$ 400 milhões para obras de infraestrutura e conservação. De acordo com o município, nas áreas da Zona Sul e Centro seriam feitas obras que dariam mais durabilidade a vida útil do asfalto.

Questionada, a Secretaria Municipal de Infraestrutura, Habitação e Conservação informou que vai enviar uma equipe ao local ainda esta semana para verificar as falhas.