Brasileiros criam fogão para funcionar com energia solar e dispensar botijão

São nos momentos de crise que a criatividade se mostra essencial para superar as adversidades. Com o botijão a gás custando uma fortuna, pesquisadores da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), criaram um fogão movido à energia solar.

Além de não ser necessário o uso de botijão, o fogão é feito apenas com materiais descartados ou de baixo custo, como espelhos e sucatas. Segundo os cientistas, para produzir o protótipo, foi gasto apenas R$ 150.

Fogão com energia solar pode ser tornar uma opção mais barata para brasileiros

O funcionamento da invenção usa alguns princípios da física para funcionar. Basicamente, o aparelho capta a luz solar, transforma a radiação do sol em calor, cria uma espécie de efeito estufa e utiliza esse calor para assar os alimentos.

Já foram criadas invenções parecidas, mas o grande diferencial do fogão criado pelos cientistas da UFRN é que este usa isolantes térmicos que aceleram o tempo de preparo dos alimentos, podendo ser comparado com o tempo de um fogão convencional.

Em testes feitos pelos inventores, o fogão solar chegou a atingir a temperatura de 650°C e também assou um bolo em uma hora e meia. O tempo é apenas 20 minutos a mais do que um aparelho à gás. 

O projeto é uma iniciativa do laboratório de máquinas hidráulicas do curso de engenharia mecânica da UFRN. Quem está à frente da pesquisa é o professor Luiz Guilherme Meira de Souza, que estuda energia solar há 40 anos.

Agora, a grande questão para o fogão solar seguir adiante é encontrar investidores para tornar viável a produção em grande escala. Em entrevista ao programa Meio Norte Mais, o professor coordenador disse que deseja uma parceria com os governos dos estados, para que a invenção esteja no alcance dos mais necessitados também.

Ronaldo Cunha
Empreendedor(a) 👨‍💻Profissional de TI 📚Certificado Google ✰ Conservador ও Operador de Criptomoedas
Open chat
Olá, seja bem vindo (a) site
Olá, seja bem vindo (a) site Ronaldo Cunha